Há diferença entre psicologia clínica e psicologia da saúde?

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Introdução a Psicologia Clinica

Introdução a Psicologia Clinica

A psicologia clínica é uma área de trabalho onde incluí o estudo científico e a aplicação da psicologia. Ajuda a promover a saúde mental de seus pacientes, dando a eles um melhor desenvolvimento de seus problemas, seja eles problemas sociais, sócio culturais, drogas, exclusão social,ansiedade,depressão, familiares, no desenvolvimento da educação. Até mesmo ajudando alunos sobre questões de vestibulares aplicando ‘’testes vocacionais’’ O profissional que trabalha na área da Psicologia clínica tem a obrigação de ter o respeito perante seus pacientes pois este profissional deverá escutar diversos ‘’problemas’’. Ele deve visar o bem estar de seus pacientes, independente se o paciente for de raça diferente suas situações sócios econômicos alto ou baixo . Este profissional tem que manter todas as sessões em sigilo pois é uma de normas da lei desse profissional,(estou falando aqui da ética profissional). O psicólogo que trabalha esta área não poderá se envolver na vida pessoal de seu paciente, caso contrário o profissional deverá responder processos jurídicos ou até mesmo não poderá mais exercer sua profissão. O profissional deve defender questões éticas. Ele pode atender pacientes que queriam terapia em casais ou até mesmo em grupo, mas para isso o profissional terá que ter especialidade sobre o assunto de terapias em casais ou em grupos, ou seja é obrigatório ter um diploma sobre isso e ter estudado sobre este assunto. Contudo é proibido o psicólogo dar remédios as seus pacientes,pois está área diz respeito ao psiquiatra. O psicólogo trata sim da mente mas ele não está apto para descrever recitais médicas. A obrigação de um psicólogo que trabalha na área, é de explicar para paciente, cliente, pessoas o que realmente o psicólogo trabalha que é a mente do indivíduo buscando sua melhoria, mostrar sim que é uma ciência onde está sempre modificando e se transformando,e que estuda comportamentos das pessoas. O psicólogo pode explicar essas questões através de palestras, discursos, folders(normalmente,fazem um papel importante que é a divulgação de seu trabalho), até mesmo antes de começar a primeira sessão. Mais porque o profissional deve fazer isso? Pois hoje em dia muitas pessoas não sabem o que exatamente o que faz um psicólogo clínico. Confundem com psiquiatra ou para psicólogo, são profissões diferentes porém seus nomes, podem gerar uma certa confusão ao entendimento geral a população. O que acontece também, é das pessoas pensarem que o psicólogo clínico trabalha com ‘’loucos.’’É importante o psicólogo clínico mostrar que ele trabalha na melhoria das pessoas. (PSICOLOGO CLÍNICO NÃO É LOUCO).São preconceitos e falta de informação da população em geral. Este pensamento vem através de pessoas que não sabem ou até mesmo tem o preconceito sobre está profissão. A psicologia clínica tem uma característica comum o escritório é situado numa sala fechada, com duas poltronas e também espaço para crianças se expressarem. O psicólogo tem que buscar soluções para os problemas de seus pacientes. Ele deve organizar sua a agenda para marcar as sessões de seus pacientes. Dependo de cada problema vai precisar de mais sessões ou menos isso vai depender de cada cliente de como ele consegue ligar com seus problemas. Cabe o psicólogo decidir sobre essas questões. O psicólogo clínico pode atender qual quer tipo de pessoa seja mulher, homem, criança,idoso, adolescente ou seja ele pode atender qualquer pessoa e qualquer idade,e para encerrar é muito importante saber que o profissional não pode julgar seus pacientes nunca. O objetivo do psicólogo clínico é fazer seus clientes acharem um caminho ético para resolução de seus problemas, interagir mais com as pessoas em seu meio social. Nunca o Psicólogo clínico vai ‘’falar’’ ou ‘’mandar’’ seu paciente fazer algo, ele vai orientá-lo, escutá-lo, dando conselhos. O psicólogo clinico não pode atender pessoas do seu meio social, como família, amigos. Pois seria considerado uma postura antiética e o profissional ficaria comovido não conseguiria trabalhar de maneira correta, pois mexeria com seu lado emocional e psicológico. Dificilmente ele conseguiria atender sem deixar o lado emocional se manifestar. O psicólogo clinico não é atende eternamente seus pacientes. As sessões terminam. Onde o cliente não vai mais precisar de seus serviços. Então quando saber a hora de não precisamos mais ir ao psicólogo clínico? Bom isso vai depender de cada problema que cada cliente apresenta, ou se o cliente supera dificuldades facilmente ou não. Claro que se um paciente conseguir resolver seus problemas com mais facilidade, e com sabedoria com certeza este cliente conseguirá, termina mais cedo as suas sessões. Mas se o paciente tem mais dificuldade de enfrentar seus anseios, duvidas e problemas mais provavelmente haverá mais chance de ter mais cessões até o cliente se sentir melhor. O psicólogo tem a obrigação de perceber se o paciente tem essa independência de conseguir encarar problemas em seu convívio, que o cercam.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário